postado por Maisa no dia 12.06.2018

Como todos sabem, Josephine e seu namorado e cantor, Alexander DeLeon, compraram uma casa em 2016 em Nashville. e desde então a modelo passa bastante tempo lá quando não esta trabalhando, vale lembrar que essa casa, foi a primeira coisa que o casal comprou junto! Com isso, o site Archite Cural Digest, divulgou uma matéria sobre a casa, confira a matéria abaixo:

Um olhar dentro da casa moderna de Josephine Skriver e Alexander DeLeon em Nashville.

A supermodelo e o músico decoraram sua primeira casa juntos em Nashville, Tennessee, com uma paleta de cor simples e peças únicas.

Hygge – o conceito dinamarquês de criar uma ‘casa confortável’ – deu uma reviravolta no mundo da decoração alguns anos atrás, trazendo suas velas perfumadas e mantos grossos de malha. Mas deixe que a real dinamarquesa, angel da Victoria’s Secret e novo rosto da Maybelline Josephine Skriver, a tarefa de reinterpretar de um jeito único. A casa em Nashville que Skriver divide com o namorado, músico e compositor Alexander DeLeon, exala cores cinzas, mas ainda tem um toque caseiro e um sentimento de conforto.

Eu sempre gostei de coisas claras e simples, mas de alguma jeito acolhedor”, explica Skriver. “Eu não sou fã de muitas cores, porque o design por si só precisa se destacar.” Com sorte, seu parceiro tem preferências similares; DeLeon, que se apresenta pelo pseudônimo Bohnes, ficou no cargo de escolher todas as artes da casa, e quase todas são pretas e brancas. “A casa não é pra ser algo muito barulhento”, DeLeon explica. “A vida que você faz tem que fazer barulho. Eu acho que isso é representado perfeitamente na casa.”

Tendo isso dito, o casal pintou quase todas as paredes da casa de três quartos com a cor Sherwin Williams Pure White mas suavizaram o efeito para que os tijolos pudessem aparecer um pouco. Eles também trabalharam com a arquiteta fixa de Nashville April Tomlin para criarem ambientes equivalentes, com uma arquitetura Escandinávia e moderna. “Eu acho que o meu Pinterest era o Instagram da April”, Skriver ri enquanto conta. Para DeLeon, a melhor habilidade de April era perguntar se ele conseguia visualizar o ambiente. “Os melhores arquitetos são aqueles que conseguem tirar o que está na sua mente e trazer para a realidade,” ele diz. “April foi ótima tirando isso de nós.”

Tomlin e sua equipe passaram quase um ano redesenhando a casa, incluindo a adição de uma copa de café da manhã e beliches para os irmãos do casal. Mas a peça mais comentada é a cama do casal, uma cama especialmente desenhada para eles que é pendurada no teto. “Eu sempre tive essa ideia de uma cama pendurada na minha mente” diz Skriver. “April desenhou exatamente o que eu tinha na cabeça, mesmo que eu não conseguisse dizer o que eu queria com clareza.” O móvel se originou com desenhos, que Tomlin então levou para um marceneiro para achar o design mais estável possível. “Foi um processo longo, mas valeu a pena.” diz Tomlin.

O longo processo de renovação, no entanto, foi parcialmente intencional: “Essa é a primeira casa de nós dois e nossa primeira juntos; é o nosso bebê!” diz Skriver. “É por isso que redesenhar ela levou tanto tempo, porque nós tivemos tempo para ter certeza que tudo estaria certo. Nada foi apressado.” O mesmo não pode ser dito, no entanto, da decisão do casal de se mudar para Nashville. DeLeon já era familiar com a cidade por conta das tours, mas Josephine nunca havia visitado até que o casal passou um fim de semana lá dois anos atrás. “Mais tarde naquela semana, a Jo disse, ‘É aqui que eu quero morar.’” DeLeon relembra. “E aí ela deu várias voltas em sites de casa no laptop, apontou pra uma e disse ‘É essa aqui’”.

Parte da atração de Skriver pela casa se deve ao seis acres de terra que cercam a propriedade. “Eu acho que é o primeiro lugar na América que realmente me lembra a Dinamarca,” ela explica. “Eu me senti em paz e em casa aqui.” A casa, com um design moderno com janelas grandes que te dão uma visão da floresta, é certamente um pouco incomum comparada com as casas ao redor, já que muitas delas tem o design mais tradicional e colonial. “Nós ficamos com essa de primeira porque a quantidade de casas mais modernas em Nashville são quase raras, se até existem,” diz DeLeon. “Não tem nenhuma foto no mundo que realmente capture a mágica de estar naquele lugar,” Tomlin diz. “É um dos meus favoritos.

jsbr_6~0.jpgjsbr_5~1.jpgjsbr_7~0.jpgjsbr_10~0.jpg

Fonte:  AD.

Tradução & Adaptação: Equipe JSBR.

arquivado em: Entrevista, Notícias